Pular para o conteúdo principal

Os primeiros computadores de Harvard eram mulheres #tradução

Minha [grosseira] tradução do seguinte texto:  Harvard's first computers were women.

Muito antes do Mark I chegar no campus da Ivy League, era assim que o primeiro laboratório de computadores de Harvard se parecia:



Chamar esse grupo de mulheres brilhantes de analíticas "computadoras" é muito mais amável do que o seu apelido de outrora, Harem de Pickering. O apelido de mau gosto refletia a embaçada consideração pelo intelecto feminino que ecoava entre os líderes da universidade. Em um discurso de 1869, o presidente da Harvard, Charles W. Eliot, reconheceu: "o mundo sabe quase nada sobre as capacidades mentais naturais do sexo feminino".

Mas em 1881, o astronômo Charles Edward Pickering estava cheio/atolado com dados astronômicos coletados através de observações de telescópio assim como das modernas astrofotografias e viu as "naturais capacidades mentais" das mulheres como a solução. Pickering, então, contratou sua governanta Williamina Fleming como sua nova assistente para peneirar e catalogar as informações celestiais. Além de supervisionar as futuras mulheres computadoras (muitas vindas de universidades femininas), Fleming descobriu 10 Novas, 52 nebulosas e 310 estrelas variáveis, tanto quanto, a existência de estrelas anãs brancas, isso em seus 34 anos de estadia em Harvard.


Entre as mais de 80 antigas "computadoras", que trabalhariam incansavelmente no Observatório de Harvard, estava a lendária Annie Jump Cannon, que mudou a classificação padrão dos sistemas de estrelas e classificou 1/4 de milhão de estrelas, e Henrietta Swan Levitt, que descobriu como medir a distância de estrelas distantes. Trabalhando seis dias por semana e recebendo entre 25 a 50 centavos por hora (metade do que os homens receberiam), essas mulheres computadoras, coletivamente, mapearam os céus e lançaram as bases [fizeram o trabalho de base] para as futuras teorias astronômicas e nossos entendimentos da galáxia. Suas contribuições no campo, mesmo que despercebidas, são inestimáveis.



Para saber mais sobre as brilhantes estrelas entre essas mulheres "computadoras", veja as 15 mulheres na astronomia que você deve conhecer.

Curiosidade: Harvard já havia contratado homens como "computadores" também, mas considerando a escala e o sucesso das "Mulheres de Pickering", além do fato do próprio Pickering ter demitido os computadores masculinos por incompetência, essas mulheres era, sem dúvida, pioneiras em computação de dados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A revolução vai acontecer na periferia - histórias e experiências do CCS em Vila Isabel

Apresento a vocês o vídeo "Histórias do Centro de Cultura Social - Vila Isabel (RJ)". Esse vídeo é uma edição de entrevistas realizadas para escrever o artigo de final de curso "A revolução vai acontecer na periferia - histórias e experiências do CCS em Vila Isabel", apresentado ao professor Henrique Cukierman, na disciplina de "Tópicos Especiais em Ciência-Tecnologia-Sociedade", do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e Técnicas e Epistemologia.

Não sou profissional em edição ou gravação de vídeos, por isso peço que relevem a qualidade dos cortes e das gravações desfocadas.

As músicas foram baixadas pela internet e estão disponíveis pelos próprios criadores das mesmas:
FAQ (hip hop instrumental mix) - SoUnDWaVeS
Salva a humanidade - Tom Zé

Entrevistas:
Davi Rodrigues
Maurilio Rodrigues
Beatrice Catarine

Observação: a propaganda que aparece no vídeo é enviada pela gravadora do Tom Zé, porque utilizo um trecho de uma de suas músicas. Não monetizo em …

discussões da sociologia e psicologia #resumo

No centro destes capítulos estão:

Lazarsfeld (sociologia)
Lewin (psicologia)

Seguindo os ânimos do capítulo anterior, senti que Heims continuou mostrando sua posição política nestes últimos capítulo - sutilmente. Ao iniciar o capítulo 8 com a frase "cybernetic ideas can be applied in the most diverse ideological context" ele anuncia o que está por vir.

Os dois capítulos, assim como os anteriores, são separados por grupos de elite, que geralmente variam com temas focados em dois participantes com outros como satélites.

No primeiro (8), temos um panorama geral das situações políticas nos Estados Unidos, os esforços, já anunciados, de intervenção governamentas dentro da produção acadêmica, levando, em alguns casos, à paralização da atividade acadêmica. Enquanto os encontro Macy não se abriam para as pessoas que pesquisam em torno de soluções para os problemas sociais relacionados ao racismo, ao anticomunismo, entre outros, houve uma discreta migração de pesquisadores que inco…

Repair, Dhaka, Kavango, Paraguai #resumo

Ao som de PJ Harvey.


Textos:
Designing for Repair? Infrasctructures and Materialities of Breakdown 
Daniela K. Rosner, Morgan G. Ames

Learning, Innovation, and Sustainability among Mobile Phone Repairers in Dhaka, Bangladesh
Steven J. Jackson, Syed Ishtiaque Ahmed, Md. Rashidujjman Rifat

Repair Worlds: Maintenance, Repair, and ICT for Development in Rural Namibia
Steven J. Jackson, Alex Pompe, Gabriel Krieshok

As experiências de Dhaka, Kavango e Paraguai têm elementos comuns e heterogêneos - são espaços permeados por uma historicidade colonizada, marca por tecnologias e economias desfavoráveis quando comparadas aos Estados Unidos. Essa distinção ficou mais marcada nestes textos, que também pareceram ter uma preocupação maior em pensar os artefatos sociotécnicos, as culturas, mundos sociais e formação de fronteiras. Em algum momento, o conhecimento tecnológico também aparece como um espaço de privilégio.

É interessante pensar esse espaço de privilégio mesmo quando as pessoas ret…